Emilio Miranda

Página Pessoal

Procura

Já leram esse artigo: 994

Who's Online

We have 57 guests 1 members online

Formulário de Login



Um Transgressor de Estirpe PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrator   
Qua, 26 de Setembro de 2007 16:52

Diálogo que tive com um jovem indiano e lusófono em Nova Dehli.

-Hari, tem chance de alguém comer carne de vaca aqui na Índia?
-Tem sim. Eu como.
-Você aprendeu esta coisa horrível em Portugal?
-Foi sim. No tempo que lá estudei, aí por volta de três anos. Apreciava
umas bistecas gordas...
-Hari, você falou-me que era brâhmane. Quantos anos teria a sua linhagem?
-O papai diz que tem uns 2500 anos!
-Quer dizer que você é o primeiro, dentro da sua linhagem, em 2500 anos a comer carne de vaca.
-Eu não tinha ainda pensado nisto. Mas com certeza sim. Se o papai sabe que
como carne de vaca eu sou expulso de casa. Pior, sou expulso da família. Deserdado.
-E isto não pertuba-o. Esta culpa tremenda em seu lombo.
-Não fales assim que me metes medo.
-E como é que fazes para comer a carne de vaca. Qual é o esquema.
-É tipo um mercado negro aqui em Nova Dehli. A gente vai lá e come lá
mesmo. Tem uns homens maus que matam as vaquinhas e tem um outro que
cozinha. Tudo escondido.
-Se eu quiser ir lá, você me leva lá?
-Não. Aí você já está querendo demais!
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar